O eSocial é um projeto do Governo Federal que reúne o Ministério do Trabalho, Receita Federal, Caixa Econômica e INSS. Com as mudanças no eSocial, os profissionais de Recursos Humanos das empresas vão realizar somente um envio das informações do GFIP, CAGED, RAIS e outros.

Durante as primeiras semanas de julho, foram realizadas modernizações do sistema, visando revisar a versão atual de todo o layout para então, flexibilizar as regras de alguns campos que antes eram obrigatórios e à partir da mudança, ficará facultativo.

Conheça mais sobre as mudanças:

Quais foram as mudanças no eSocial?

O eSocial à partir das alterações passa a ter as seguintes premissas:

– Campos que passarão a ser facultativos e não obrigatórios

Alguns campos deixarão de ser informados como: nmRazão, SoftwareHouse, indPrintEmpr, Filiação Sindical e outros.

– Exclusão de Campos

Quando se trata de um campo não obrigatório, as alterações do novo layout já incluem sua eliminação sem impactar nas demais informações já prestadas.

– Manutenção do prazo de fechamento da folha

Ocorrerá no dia 15 do mês subsequente ao de referência. Essas regras ainda persistem até que ocorra a substituição da GFIP como forma de recolhimento do FGTS.

As mudanças no eSocial estão previstas para  ficarem prontas somente no primeiro mês do ano de 2020.

Empregador doméstico e demais simplificados

Os simplificados são os MEI (Microempreendedor Individual) e também os segurados sociais. Os desenvolvedores estão vendo uma forma de melhorar o módulo na internet para essa categoria e os empregados domésticos.

O ponto positivo é que isso vai resultar em uma utilização mais facilitada com o uso de “assistentes chamados de wizards”. Ele funciona como um passo a passo na hora de levar a informação mais difícil para os empregadores.

Outras ferramentas facilitadoras

De acordo com os próprios usuários, existem outros módulos que precisam de melhorias no sistema, como por exemplo: férias e desligamento que contarão com uma nova ferramenta.

Na conclusão das mudanças no eSocial, o sistema contará com um atendimento virtual que será feito por inteligência artificial, ou seja, será criado um ” chatbot”, onde os usuários poderão fazer perguntas, inclusive de como usar determinadas ações no sistema.

Prazo para Cadastramento Inicial Grupo 3

Esse cadastramento inicial se trata do repasse de informações dos vínculos dos trabalhadores contratados antes do começo da obrigatoriedade do uso do eSocial pelo empregador.

Todos os empregadores pertencentes ao Grupo 3 tinham o prazo até o final de Maio de 2019, porém, considerando a implantação do CTPS Digital em Setembro de 2019, essas empresas podem fazer isso até o final de Agosto de 2019.

Em suma, as mudanças no eSocial objetivam ajudar as empresas na simplificação dos processos. Desse modo vai tornar a centralização das informações mais eficientes. 

Saúde Ocupacional Brasil com dados retirados do texto do Jornal Contábil.