O canteiro de obras é um dos ambientes de trabalho que mais oferece riscos para a integridade dos funcionários. Por ser um local de atividades intensas e grande circulação de máquinas e pessoas, as construções se tornam uma verdadeira armadilha para os trabalhadores.

O uso diário de máquinas de grande porte, objetos pontiagudos e afiados, ferramentas cortantes e outros utensílios da construção civil, aliado à condições de trabalho adversas –como em túneis e em locais altos– demandam da equipe profissional um cuidado muito maior na hora de exercer as funções.

E apesar de não ser possível prever um acidente, ainda mais em um canteiro de obras, é sempre possível evitá-los. A prevenção de acidentes, além de representar uma economia no orçamento da empresa, demonstra preocupação com o ser humano.

Assim como em qualquer outro ambiente de trabalho, os canteiros de obras demandam uma série de cuidados e medidas que visam garantir a integridade dos colaboradores.

Determinadas pelo PCMAT –Programa de Condições e Meio Ambiente do Trabalho regulamentado pela NR 18– essas medidas de segurança devem ser adotadas durante o andamento da obra, com a intenção de antecipar riscos e adotar estratégias que evitem acidentes de trabalho na indústria da construção.

Além dessas medidas, é também dever dos empregadores cumprir alguns itens como:

Planejamento: Desenvolver um projeto com cronogramas, orçamentos e levantamentos de riscos é uma maneira eficiente de acompanhar a obra, entender onde estão e quais são esses riscos, e garantir a integridade da equipe.

Cumprimento das normas: As empreiteiras devem seguir as normas de segurança, como a NR 18 por exemplo, pois elas foram criadas justamente para evitar acidentes nos canteiros de obras.

Uso dos equipamentos de proteção: A segurança da equipe, porém, não depende somente dos supervisores. É necessário que todos os colaboradores se adequem às normas e utilizem os EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e EPCs (Equipamentos de Proteção Coletivo).

Treinamentos: Todos os envolvidos na rotina da obra devem receber treinamentos e especializações sobre como utilizar corretamente os equipamentos, como reagir em situações emergenciais e como desenvolver boas práticas e comportamento seguro no ambiente de trabalho.

Monitoramento: Os supervisores devem estar constantemente recebendo informações sobre o canteiro de obras. É através desse monitoramento que os gestores podem agir rapidamente em casos de acidentes, bem como assegurar o cumprimento de todas as regras por parte dos trabalhadores.

Se você gostou dessa matéria e quer saber mais sobre segurança no trabalho e Saúde Ocupacional, acesse o portal da SOB.

Por Manoela Campos