Seja em casa ou no trabalho, passar grande parte do dia sentado trabalhando, estudando, ou mesmo dirigindo, é a rotina da maioria das pessoas. Este hábito oferece diversos riscos para a saúde e, por mais que não seja possível evitá-lo, existem algumas formas de amenizar os efeitos negativos de uma rotina sedentária.

Passar muitas horas seguidas sem se movimentar, o chamado “sedentarismo oculto”, pode ser bastante nocivo para o organismo e levar ao desenvolvimento de problemas crônicos de saúde, aumento de peso e diversas doenças causadas por ficar muito tempo sentado.

Estudos mostram que este hábito pode reduzir a expectativa de vida e até mesmo quem pratica exercícios físicos regularmente, mas passa o resto do dia realizando o mínimo de movimentos, tem a saúde prejudicada.

Saiba mais sobre os riscos de ficar muito tempo sentado:

Doenças crônicas

Diversos estudos mostraram que pessoas que permanecem sentadas ao menos quatro horas por dia têm mais chances de desenvolver doenças crônicas como pressão alta, diabetes, doenças no coração e câncer.

Isso acontece porque há um aumento do acúmulo de gordura e, devido à falta de exercícios físicos, o organismo tem mais dificuldades para metabolizar os alimentos. Essas e outras doenças demandam tratamento com medicamentos e acompanhamento médico constante.

Dores nas costas e problemas na coluna

Passar muito tempo sentado compromete a coluna vertebral, já que a sobrecarga pode levar ao desgaste dos discos intervertebrais e causar muitas dores. 

Em alguns casos, a pressão e a distribuição inadequada do peso do corpo podem levar a problemas mais graves, como lesões e hérnia de disco, por exemplo. 

Ter um estilo de vida sedentário e passar muito tempo sentado também pode enfraquecer a musculatura e aumentar a ocorrência de dores no local. 

Para evitar esses e outros problemas, é preciso usar uma cadeira ergonômica para o trabalho e utilizar uma almofada na região lombar, por exemplo, de modo a auxiliar na manutenção da postura correta por mais tempo.

Problemas de circulação

Ficar na mesma posição por muito tempo atrapalha a circulação do sangue e, com isso, o processo linfático do corpo. Isso pode levar a dores, dormência, inchaço nos membros inferiores, entre outros problemas mais graves.

Além disso, a falta de oxigenação do corpo também afeta o transporte de nutrientes e hormônios, o que favorece a formação de coágulos sanguíneos (trombos) e aumenta o risco de trombose.

Problemas nos rins

Outro problema comum em pessoas que passam muito tempo sentadas é o aumento da incidência da doença renal crônica, especialmente em mulheres.

Com isso, os rins não conseguem realizar adequadamente o processo de filtragem do sangue, levando a um quadro de insuficiência renal.

Para evitar esses problemas, além de praticar exercícios físicos regularmente, também é importante ingerir bastante água ao longo do dia.

Dicas para evitar doenças causadas por ficar muito tempo sentado

  • A cada meia hora sentado no trabalho, faça pausas de um a três minutos para ficar em pé e caminhar.
  • Sempre que possível, estique as pernas ao máximo e, ainda sentado, faça movimentos giratórios com os pés para ambos os lados.
  • Alongue os braços fazendo movimentos semelhantes a se espreguiçar. Depois, entrelace os dedos e estique os braços para cima com as costas retas, mantendo a posição por alguns minutos.
  • Com as pernas esticadas, incline o corpo para a frente com as mãos em direção aos pés, sem dobrar os joelhos, e permaneça nessa posição por 30 segundos. Pratique diariamente.
  • Se necessário, coloque alarmes no celular para lembrar de levantar e mexer o corpo ao longo do dia.
  • Faça exercícios físicos regularmente e evite passar muito tempo sentado.

Com isso, é possível evitar os riscos de ficar muito tempo sentado e melhorar sua saúde e qualidade de vida. Continue acompanhando o portal Saúde Ocupacional Brasil e saiba como prevenir doenças ocupacionais, como LER e DORT, por exemplo.