Ambiente seguro, colaboradores satisfeitos e redução de gastos com acidentes são apenas alguns benefícios de investir em prevenção de acidentes de trabalho. Essas medidas são formadas por um conjunto de ações que têm o objetivo de impedir a ocorrência de eventos do tipo no ambiente da empresa.

As ações envolvem três elementos principais: o humano, o ambiente e a máquina. Para garantir sua efetividade, a prevenção de acidentes de trabalho deve investir na conscientização, incentivo e fiscalização das medidas protetivas por agentes especializados.

Os procedimentos também devem ser atualizados periodicamente, já que podem surgir novos riscos e novas alternativas para evitá-los. 

Assim, o primeiro passo para implementar medidas de segurança aos trabalhadores é seguir as Normas Regulamentadoras (NRs), que são a principal legislação da área.

Instituídas pela Portaria GM 3.214 de 1978, as NRs definem as condições mínimas de segurança em diversos setores.

Ao colocar essas medidas em prática, a organização contribui para a criação de um clima organizacional agradável, facilita o gerenciamento de riscos e cria uma imagem positiva no mercado, demonstrando sua preocupação com os colaboradores.

Medidas para prevenir acidentes de trabalho

Confira as principais medidas que devem ser colocadas em prática pelas empresas para prevenir acidentes relacionados ao trabalho:

 

  • Fornecer EPIs 

 

Os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) são dispositivos que protegem o trabalhador contra riscos que podem ameaçar sua segurança e sua saúde. Alguns exemplos são:

 

  • Capacetes;
  • Balaclavas;
  • Máscaras;
  • Óculos de proteção;
  • Protetores auriculares;
  • Luvas;
  • Botas;
  • Cintos de segurança;
  • Calças;
  • Abafadores de ruídos;
  • Respiradores;
  • Coletes;
  • Entre outros.

 

Segundo a NR 6, que regulamenta o uso dos EPIs, a empresa é obrigada a adquirir o equipamento adequado ao risco de cada atividade, fornecer ao trabalhador e orientá-lo sobre o uso adequado, guarda e conservação.

Além disso, a empresa também deve utilizar os Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs) para zelar pela saúde e integridade física dos colaboradores e de terceiros.

 

  • Instituir e dar autonomia à CIPA

 

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) é formada por colaboradores e representantes indicados pelo empregador e tem como objetivo promover a saúde e prevenir acidentes e doenças no ambiente de trabalho.

Para isso, suas atividades incluem identificação de riscos, elaboração de ações preventivas, divulgação das medidas adotadas, realização de atividades educativas, entre outros.

A CIPA, portanto, é mais um fator de proteção para os colaboradores, já que deve garantir condições laborais seguras para todos que trabalham para a empresa.

 

  • Investir em treinamentos e capacitação

 

A NR 6 estabelece que os colaboradores devem ser treinados sobre o uso correto dos EPIs, mas é importante que os treinamentos também sejam feitos para conscientizar os trabalhadores a respeito da própria segurança.

Quando a empresa desenvolve cursos e capacitações, os colaboradores tornam-se conscientes dos riscos e ficam mais atentos na execução de suas tarefas, reduzindo as chances de ocorrer um acidente.

É importante que essas medidas sejam feitas de forma acessível e que todos os colaboradores participem ativamente dos treinamentos.

 

  • Manter o ambiente organizado e sinalizado

 

Como você viu, o ambiente e as máquinas são uma parte importante da prevenção a acidentes.

As máquinas demandam manutenção constante para operar com eficiência e segurança, sem colocar os profissionais em risco.

Da mesma forma, os sistemas elétricos, hidráulicos e instalações prediais devem ser avaliados periodicamente para verificar seu funcionamento e, se necessário, realizar reparos.

 

O ambiente de trabalho também deve estar organizado, limpo, com as entradas e saídas liberadas, sinalizações de segurança adequadas e outras medidas relacionadas.

Seguindo essas dicas e a legislação trabalhista adequada, a empresa estará agindo na prevenção de acidentes de trabalho e zelando pela saúde e segurança de seus colaboradores.

Continue acompanhando o Saúde Ocupacional Brasil e fique por dentro das novidades sobre segurança do trabalho, legislação trabalhista e muito mais.