Muito utilizado em processos industriais, refinarias e na agroindústria, os produtos químicos, como solventes, tintas, adesivos, etc., auxiliam na fabricação de grande parte dos objetos utilizados no dia a dia.

Essas substâncias, além de serem um suporte na produção de medicamentos, automóveis e artigos de uso doméstico, também limpam o maquinário e desinfetam o ambiente. Com tantas funções assim, o manejo diário dessas fórmulas é inevitável.

Responsáveis por liberar vapores, gases e partículas, os produtos químicos, se expostos de maneira incorreta, além de contaminarem o ambiente causando a paralisação das atividades, podem gerar incêndios, queimaduras e intoxicações.

Portanto, para evitar acidentes como o contágio do local de trabalho e os consequentes efeitos da intoxicação no organismo, é de extrema importância que empresa e colaboradores sigam as seguintes regras de segurança:

  • Disponibilizar locais adequados para o armazenamento de produtos químicos e descarte de resíduos;
  • Dispor de um sistema de ventilação adequado à estrutura do local;
  • Fornecer roupas especiais, como máscara, luvas, touca e óculos de proteção para os empregados;
  • Exigir que os colaboradores utilizem os equipamentos individuais de proteção;
  • Respeitar o tempo de exposição a cada componente químico;
  • Instalar equipamentos de iluminação adequados, alarmes e extintores de incêndio;
  • Providenciar kits de primeiro socorros, ambulatórios e profissionais de saúde;
  • Sinalizar todas as saídas de emergência;

Além dessas medidas, é interessante oferecer treinamentos e cursos para que os empregados conheçam as características dos agentes químicos utilizados. Bem como propor um rodízio de funcionários em contato com esses produtos, objetivando diminuir a exposição e minimizar os riscos de intoxicação por solventes e gases.

Para muitas outras dicas de segurança no trabalho acesse o portal da SOB e conheça mais sobre a atuação da Saúde Ocupacional dentro das indústrias.

Por Manoela Campos