Na semana do dia 27 de julho, dia nacional de prevenção e segurança no trabalho, vamos explicar um pouco mais sobre a importância dessa área dentro das companhias, sejam elas fábricas, hospitais, empresas comerciais ou industriais, mineradoras, etc.

A segurança do trabalho é classificada como um conjunto de procedimentos adotados nas empresas com a intenção de reduzir o número de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais no ambiente laboral.

Visando promover o bem-estar e a integridade dos colaboradores, a segurança do trabalho opera em diversas frentes da companhia, e os profissionais atuam de acordo com sua formação, podendo ser médicos, técnicos, enfermeiros, ou engenheiros.

Alguns dos procedimentos realizados por engenheiros e técnicos dentro da segurança do trabalho são:

  • Organização de programas de prevenção de acidentes;
  • Orientação dos trabalhadores quanto ao uso dos equipamentos de proteção individuais e coletivos (EPI e EPC);
  • Criação de mapas de riscos ambientais;
  • Realização de inspeções de segurança;
  • Elaboração de laudos técnicos;
  • Organização de palestras e treinamentos.

Já médicos e enfermeiros trabalham com a medicina do trabalho dentro das empresas. Esses profissionais da área médica realizam ações como:

  • Prevenção de doenças;
  • Realização de consultas;
  • Aplicação de vacinas nos colaboradores;
  • Realização de exames de admissão e periódicos.

No Brasil a segurança do trabalho é regida por leis que regularizam suas atividades e impõem regras de observância obrigatória, são as chamadas Normas Regulamentadoras. Compostas por leis complementares como portarias e decretos, essas normas devem ser seguidas e respeitadas pelas empresas, pois são elas que ajudam a diminuir cada vez mais o número de acidentes de trabalho e afastamentos.

Com o artifício da segurança do trabalho a rotina dentro das empresas ficou mais segura, produtiva e lucrativa, uma vez que gastos extras com afastamentos e indenizações foi reduzido à medida que os acidentes foram prevenidos.

Para saber mais sobre segurança do trabalho e Saúde Ocupacional, confira as outras matérias no portal da SOB (Saúde Ocupacional Brasil).

Por Manoela Campos